Inseguranças
E de repente tantos medos e mais inseguranças, fazem-nos distrair do belo! Os nossos olhos ficam mais abertos, mas passamos a ver menos.
Os nossos corações palpitam mais, mas não alimentam amor.
O egoísmo cresce e infecta-nos antes do vírus. As nossas preocupações devoram-nos, sem qualquer resistência da nossa alma.
E temos tanto para olhar e amar... Tanto para escrever, descrever e até corrigir. Resistir é a única forma de defendermos, aquilo que agora nos querem tirar... Lutem ferozmente para poderem olhar uma flor e dizer... "Tantas vezes estavas aqui e nem te vi!"
E de repente tantos medos e mais inseguranças, fazem-nos distrair do belo!
Os nossos olhos ficam mais abertos, mas passamos a ver menos.
Os nossos corações palpitam mais, mas não alimentam amor.
O egoísmo cresce e infecta-nos antes do vírus.
As nossas preocupações devoram-nos, sem qualquer resistência da nossa alma.
E temos tanto para olhar e amar...
Tanto para escrever, descrever e até corrigir.
Resistir é a única forma de defendermos, aquilo que agora nos querem tirar...
Lutem ferozmente para poderem olhar uma flor e dizer... "Tantas vezes estavas aqui e nem te vi!"
Utilizamos cookies no nosso website para melhorar o desempenho e a sua experiência como utilizador. Clique em “Aceitar”. View more
Aceitar