Reciprocidade
Escolher amigos e amigas é demasiado importante para ser feito durante a vida toda na tentativa erro!
Em puto eu era uma mediocridade a escolher amigos!
No fundo não os escolhia, pois eu apenas queria ser aceite, por isso todos serviam!
As amigas vieram só mais tarde!
E nas amigas nunca escolhia, era escolhido!
A ironia era que as amigas escolhiam-me pelas razões opostas ao que os meus amigos me excluiam!
Era demasiado "menina" para eles!
E era "um querido" para elas!
Dos 13 aos 16 anos tive mais amigas do que amigos!
Lá se foi o futebol, basquetebol corridas de karts que via os meninos fazer!
Passei a andar mais de bicicleta, ler livros e aprender a cozinhar que era o que as meninas faziam!
Pelo meio fazia coisas selvagens (aqui com eles ou elas) do tipo tocar às campainhas e fugir ou colar pastilhas elásticas nos rabos dos gatos e dos cães (hoje era crucificado pelos amantes dos animais)!
Depressa aprendi (lá está a tal tentativa erro) que em vez de escolher podia ser escolhido!
Assim começou a aprendizagem de evoluir e ser diferente dos outros!
Dos 17 aos 21 anos voltei a ter mais amigas que amigos!
Ficou o meu padrão até hoje!
E elas adoravam-me pois eu era "diferente" dos outros rapazes!
Tinha um emprego que me tornava rico 1 dia por mês e as minhas aventuras amorosas fascinava-as!
Muitas delas ouviam-me masturbando-se mentalmente com as minhas loucuras!
Ficou-me aqui o padrão de associar a masturbação à felicidade!
Mas depois aprendi que ser escolhido não era a melhor solução, pois apareciam muitas pessoas interesseiras que só queriam benefícios.Ou seja queriam receber mais do que dar!
Foi assim que aprendi (lá está a tal tentativa erro) a reciprocidade!
Dos 21 aos 35 anos mudei para menos mas mais!
Passei a incluir a reciprocidade na escolha e abandonei o ser escolhido!
As pessoas diminuíram drásticamente!
Mas em compensação apareceram pessoas maravilhosas que ainda hoje são lembradas por mim como estruturantes na minha vida!
Nesta altura já não separava as pessoas amigas em homens ou mulheres, mas sim em quem eram mais ou menos recíproco(a)!
Dos 35 aos 45 anos foi uma época de manter quem me era especial e essencial!
Manter amizades é uma construção maior que manter amores!
Pessoas maravilhosas que me apoiaram nas asneiras e nas desilusões!
Pessoas assertivas que sabiam sempre qual era a palavra certa no momento certo!
Ficou o meu padrão de ajudar profissionalmente os outros a serem felizes!
Pessoas mágicas que me sacavam sorrisos mesmo quando me apetecia chorar!
Pessoas de confiança absoluta que sabiam guardar segredos mesmo sobre o que não concordavam!
Dos 45 até hoje escolho as pessoas por olhar nos olhos delas!
Leio olhos melhor do que acredito em palavras!
Sei quem vai ser minha amizade para a vida mesmo quando ainda nem conheço a pessoa!
Com sorte conhecerei a pessoa e ela saberá valorizar a minha diferença!
Claro que tenho a vantagem hoje de ser "diferente" das outras pessoas (fruto da tal tentativa erro) e isso atrair muitas pessoas!
Quem aceita as minhas diferenças sem criticar terá a minha amizade e atenção!
Mas uma coisa aprendi!
R
E
C
I
P
R
O
C
I
D
A
D
E
!
Sem ela não temos amizades!
Sem ela temos pessoas que nos usam e nos deitam fora depois de nos usarem!
Daqui até morrer quero apenas as melhores pessoas!
Aprendi que o tempo passa rápido e daqui a nada serei pó!
Não quero saber o que têm ou o que sabem mas apenas quero saber o quanto investem numa amizade!
Porque esse é um problema nos dias de hoje...
As pessoas acreditam que as amizades são um direito que têm por existir!
Eu acredito que as amizades são um dever de quem acredita dar porque recebeu!
E acredito que existem pessoas certas para nos acompanhar nesta viagem chamada vida!
As pessoas certas não nos desviam nem nos interrompem a viagem!
Se me perguntarem ao fim destes anos todos o que aprendi sobre a amizade eu digo-vos!
Hoje não tenho na minha vida amizades em quem não confio para irmos tocar campainhas e fugir...
Utilizamos cookies no nosso website para melhorar o desempenho e a sua experiência como utilizador. Clique em “Aceitar”. View more
Aceitar